PROJECTOS

notícias

Candidaturas ao projecto Blockpool 2020-02-04

Candidaturas ao projecto Blockpool

A Enterprise Europe Network da AIDA CCI, informa que se encontram abertas candidaturas ao projecto Blockpool apresentadas pela UE ao abrigo do Horizon2020 (https://blockpool.eu/submission/).

 

Objectives:

The call for proposals aimed at financing projects of SMEs willing to develop Blockchain or DLT technology to adopt and implement this type of technology in any economic sector.

 

The projects must be formed by a SME only or accompanied by a provider / specialist in BDLT. Proposals with a cross-border component will be highly valued. Any active European SME that seeks to implement a BDLT-based solution can participate.

The selected proposals will benefit from:

  • Up to 30,000 euro of subsidy per proposal.
  • Participation in an acceleration program that includes:
  • Assistance to boot camps in at least 3 European cities.
  • Coaching: Massive Open Online Courses.
  • Attendance to the final conference of the European Blockpool.eu project.
  • For the technology provider: developing its technology, providing it with supplements at an affordable price, opening up to new markets in Europe, new customers.
  • Support for the design of the business plan and post-experiment marketing.

The call is open until February 26, 2020. Link to the Official Call.

For any questions, you can contact Insomnia Digital Innovation Hub: cserna@insomniaconsulting.es

Carmen Serna

EU Affairs Officer

Insomnia Digital Innovation Hub

+34 96 329 59 99

Candidaturas ao projecto Blockpool
CANDIDATURAS À FORMAÇÃO 2020-02-10

CANDIDATURAS À FORMAÇÃO

Tipologia de Projetos

No âmbito do presente Aviso, são suscetíveis de apoio os projetos de formação de empresas, na modalidade de candidatura individual, por via de ações de formação autónomas, que visem objetivos de inovação e competitividade, através da qualificação específica dos empresários, gestores e trabalhadores das empresas, para a reorganização e melhoria das capacidades de gestão reforçando a sua produtividade.

 

Área Geográfica

Regiões NUTS II do Continente, Norte, Centro e Alentejo.

 

Natureza dos Beneficiários

Empresas de qualquer dimensão, natureza ou sob qualquer forma jurídica, com as seguintes exclusões:

  • No setor da pesca e da aquicultura, nos termos do Regulamento (UE) n.º 1379/2013, de 11 de dezembro, que estabelece a organização comum dos mercados dos produtos da pesca e da aquicultura, que altera os Regulamentos (CE) n.º 1184/2006 e (CE) n.º 1224/2009 do Conselho e revoga o Regulamento (CE) n.º 104/2000 do Conselho; No setor da produção agrícola primária nos termos definidos no Regulamento (UE) n.º 651/2014, de 16 de junho.

Estão ainda excluídos deste concurso os projetos que incidam nas seguintes atividades (Classificação Portuguesa de Atividades Económicas - CAE, revista pelo Decreto-Lei n.º 381/2007, de 14 de novembro):

  • Financeiras e de seguros – divisões 64 a 66; Defesa – subclasses 25402, 30400 e 84220; Lotarias e outros jogos de aposta – divisão 92.
 
Taxas de Cofinanciamento
 
A taxa de financiamento deve ter em conta, a aplicação das taxas de auxílios de Estado previstas no n.º 4 do Artigo 31.º do Regulamento (UE) n.°651/2014 da Comissão, de 16 de junho, na sua atual redação, concretamente:
  • a.Uma taxa base de incentivo de 50%, acrescida das majorações a seguir indicadas, não podendo a taxa global ultrapassar 70%:
  1. Majoração em 10 p.p. se a formação for dada a trabalhadores com deficiência ou desfavorecidos; 
  2. ii.Majoração em 10 p.p. se o incentivo for concedido a médias empresas e em 20 p.p. se for concedido a micro e pequenas empresas.
 
Formas e limite dos apoios

Os apoios a conceder no âmbito do presente Aviso revestem a forma de subvenção não reembolsável na modalidade de tabela normalizada de custos unitários, nos termos conjugados do n.º 1 com a alínea c) do n.º 2 do artigo 7.º do Regulamento Geral dos FEEI.
Nestes termos, o apoio a conceder resulta da aplicação das seguintes fórmulas:
VF= n.º de formandos x número de horas de formação
CT= (VF x CtU1)+(VF x CtU2)
Incentivo=CT x Taxa de incentivo
CE= Incentivo/(Taxa de Incentivo)
Sendo que:
VF - Volume de Formação
CT – Custo Total
CE - Custo Elegível
CtU 1 – Custo Unitário 1
CtU 2 – Custo Unitário 2

 

Dotação orçamental

13,8 M€ FSE

 

Período de Candidatura

De 2020-fev-05 a 2020-dez-30 (19 horas)

 

Contate a AIDA CCI – formacao.profissional@aida.pt

CANDIDATURAS À FORMAÇÃO
Demo Digital 4.0 antecipa nova “revolução industrial” em quatro empresas de Aveiro 2020-01-29

Demo Digital 4.0 antecipa nova “revolução industrial” em quatro empresas de Aveiro

O projeto Demo Digital 4.0 implementou soluções tecnológicas industriais para colmatar falhas de operacionalização, otimizar processos de produção e controlar custos nas empresas Ciclo Fapril, HFA, Sopais e Prilux, de Aveiro, antecipando uma nova “revolução industrial”. O projeto foi promovido pelo INOV INESC Inovação – Instituto de Novas Tecnologias, apoiado pelo Sistema de Apoio a Ações Coletivas de “Transferência do Conhecimento Científico e Tecnológico”, pela AIDA CCI, pelo INOVA+ e pela IncresaTime, e cofinanciado pelo COMPETE 2020, PORTUGAL 2020 e União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

 

Além das soluções tecnológicas implementadas nas quatro empresas através dos denominados “demonstradores”, o projeto Demo Digital 4.0 teve como objetivo disseminar conceitos e tecnologias que sirvam de base à transformação digital das empresas, e apresentar as tendências da evolução da indústria 4.0. Os resultados da integração das ferramentas tecnológicas na Ciclo Fapril, HFA, Sopais e Prilux, no âmbito deste projeto, foram apresentados recentemente a cerca de uma centena de empresários, num evento de encerramento, que teve lugar, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Águeda.

 

«A tecnologia é uma oportunidade que ajuda as empresas industriais a serem mais eficientes e produtivas. Não existe para eliminar postos de trabalho e, considerando a tendência do envelhecimento da população portuguesa, é necessário fazer mais com as pessoas ativas, o que torna a formação tecnológica essencial», defende António Leal, membro da equipa promotora do Demo Digital 4.0. «A transformação digital não é um caminho fácil, exige sistemas ágeis e interligados, e quanto menor for a capacidade financeira da indústria, mais difícil se torna. Apesar de se tratar de um desafio que pode ser combatido através da adaptação e interligação de equipamentos», conclui.

 

As transformações digitais na Ciclo Fapril, HFA, Sopais e Prilux

 

Com as novas soluções tecnológicas, na Ciclo Fapril, empresa dedicada ao fabrico de componentes soldados metálicos, foram integrados equipamentos em rede, para recolha e tratamento de informação dos seus robots de soldadura, criando registo das falhas de operação e as respetivas causas. Este demonstrador permitiu a integração de máquinas e equipamentos industriais em processos mais eficientes, melhorando a sua gestão e monitorização. As ocorrências que inicialmente eram registadas manualmente, pelos colaboradores, num quadro físico, passaram a estar disponíveis, em tempo real, numa ferramenta digital com informação detalhada sobre a produção dos robots, com análises estatísticas.

 

No caso da empresa HFA, dedicada à montagem de equipamento eletrónico e de telecomunicações, foi integrado um demonstrador para gestão e antecipação de falhas em equipamentos ou componentes na linha de produção. Graças à implementação desta tecnologia de recolha de dados com recurso a técnicas de inteligência artificial, foi possível prever ações de manutenção do equipamento de impressão, através da identificação da ocorrência de possíveis falhas.

 

Já na Sopais, empresa de transformação de componentes metálicos, a aposta abrangeu a criação de um sistema de produção, que consistiu na virtualização de uma prensa, através da aplicação de sensores para contagem de peças, contabilização de matéria-prima e operacionalização. De acordo com a empresa, os sensores acoplados nos equipamentos permitiram otimizar o processo, garantindo uma resposta mais adequada às necessidades de produção.

 

Na Prilux, empresa dedicada ao fabrico, comercialização e montagem de equipamento agrícola, a tecnologia implementada consistiu no desenvolvimento de dispositivos a utilizar pelos colaboradores, que permitem não só a localização de pessoas, com o objetivo de melhorar as condições de segurança na fábrica, mas também para localização de ferramentas e outros materiais. Esta tecnologia teve um impacto direto na gestão, permitindo o cálculo de custos, otimização de processos e apuramento de inventário. Através desta tecnologia, a Prilux passou a poder desenvolver uma análise funcional de layout, ao dispor de informação relativa ao posicionamento geográfico dentro da fábrica por zonas, que permite minimizar custos associados ao processo de produção, como o tempo desperdiçado em transporte de material.

 

 

Etiquetagem Eletrónica para a RÚSSIA 2020-02-21

Etiquetagem Eletrónica para a RÚSSIA

Recentemente as autoridades russas aprovaram uma legislação que introduz um novo sistema de etiquetagem eletrónica a uma vasta gama de produtos.

Os produtos apenas poderão entrar no mercado russo se tiverem as devidas etiquetas com os códigos, que deverão ser fornecidas pelo importador russo ao exportador estrangeiro.

 

A Comissão Europeia, no último Comité de Acesso ao Mercado (MAAC) deu a conhecer o calendário de aplicação da medida, por grupos de produtos, com a ressalva de que desconhece o nível de compromisso e de capacidade técnica das autoridades russas na sua implementação.

 Desta forma o calendário atualizado para a aplicação da medida é o seguinte:

1)       Calçado – 1 março de 2020;

2)       Câmaras fotográficas – 1 de julho de 2020;

3)       Produtos de tabaco – 1 de julho de 2020;

4)       Perfumes – 1 de outubro de 2020;

5)       Pneus – 1 de novembro de 2020;

6)       Vestuário (Grupos 4203 1; 6106; 6201: 6202) – 1 de janeiro de 2021;

7)       Roupa de cama - 1 de janeiro de 2021;

8)       Produtos medicinais – 1 de julho de 2021.


O novo sistema é baseado na atribuição e marcação de cada produto com um código único, que será protegido por tecnologia criptográfica russa. O hardware e o software de marcação são gratuitos para fabricantes e importadores, sendo que estes terão que pagar pela geração do código único de cada marca, que consiste em duas partes: um código de identificação (o do grupo de produtos relevante de acordo com o Catálogo Comum de Produtos Marcados com Marcas de Identificação da Federação Russa) e um código de verificação (gerado com o uso da referida tecnologia).
Uma entidade legal autorizada, CRPT, é responsável pelo sistema de marcação e pela atribuição das marcas de identificação que cada importador deve solicitar.

 

Para mais informações contacte a DGAE; Telf: +351 21 791 92 45

 

Fonte: DGAE – Direção Geral das Atividades Económicas

Certificado de Conformidade para os Produtos Importados por Marrocos 2020-02-21

Certificado de Conformidade para os Produtos Importados por Marrocos

As autoridades marroquinas anunciaram a implementação de um sistema de avaliação de conformidade dos produtos industriais (excluído produtos agroalimentares e farmacêuticos) a aplicar na fronteira ou antes do embarque da mercadoria para Marrocos. O sistema deverá entrar em vigor em abril de 2020.

Todas as mercadorias que cheguem a Marrocos até ao dia 20 de Abril de 2020 e não forem sujeitas à verificação de Conformidade e acompanhadas do respetivo CoC (Certificado de Conformidade) no país de origem, poderão ficar sujeitas à inspeção no destino (envolvendo inspeções, testes e possíveis rejeições). Não existe período de transição, uma vez que esta exigência já se encontra em vigor desde o dia 1 de Fevereiro.

O Ministério autorizará um órgão de controlo para a revisão documental, de acordo com as regras de aplicação, inspeção e possíveis testes. Os objetivos do programa são: melhorar a segurança e a qualidade dos produtos importados para Marrocos, aumentar a proteção da sociedade de consumo do país e, consequentemente, facilitar e impulsionar o comércio internacional no Estado marroquino.

Os produtos que serão objeto de controlo na fronteira (cerca de 20% do total), são aqueles em que os requisitos técnicos aplicados em Marrocos são divergentes dos critérios aplicados na UE.

Implica que sejam testadas amostras da mercadoria enviada à chegada a Marrocos. Esta lista de produtos inclui:

1) Alguns componentes automóveis (Pneus, baterias, pastilhas de travões; vidros; filtros);

2) Material de Construção (pavimentos cerâmicos; cimento; folhas de vedação; material de casa de banho);

3) Painéis em madeira;

4) Aparelhos a gás;

5) Fio-máquina e betão armado;

6) Artigos de vestuário (que não vestuário profissional);

7) Produtos eletrónicos: carregadores de telemóveis e disjuntores;

8) Cobertores e tapetes;

9) Fraldas para bebé.

 A cada carga enviada, ainda que composta por vários tipos de produtos, deverá corresponder a emissão de um certificado.

Os restantes produtos serão  objeto de controlo na origem, antes do embarque para Marrocos e  ficará a cargo de três empresas europeias, especificamente a Bureau Veritas (FR), TUV Rheinland (DE) e Applus Fomento (ES).

Este procedimento facilitará a entrada da mercadoria neste país, uma vez que só será efetuado o controlo documental a estes produtos.

O custo do controlo  na fronteira é de 300 dirhams marroquinos (cerca de 28€), acrescido do custo das análises. Quanto ao controlo na origem é de 0,25/0,45€ do valor FOB da mercadoria, , acrescido do pagamento de 350 dirhams pelo certificado.

 

Para mais informações contacte a DGAE; Telf: +351 21 791 92 45

 

Fonte: DGAE – Direção Geral das Atividades Económicas

Tabelas de Retenção na Fonte de IRS 2020-01-21

Tabelas de Retenção na Fonte de IRS

Foram publicadas hoje, em Diário da República, as tabelas de retenção na fonte de IRS para o ano de 2020.

Para consultar as taxas de retenção  basta clicar aqui

Torne-se fornecedor das grandes empresas 2019-10-15

Torne-se fornecedor das grandes empresas

Torne-se fornecedor das grandes empresas

 

A AIDA CCI promove 2 questionários com o objectivo de efectuar um mapeamento das capacidades de fornecimento das PME, tendo em vista apurar as condições das PME inquiridas se virem a constituir fornecedoras de grandes empresas no contexto da iniciativa do Aveiro Business Club.  

Pretende-se, igualmente, aferir o perfil exportador das PME e o seu nível de cooperação com a finalidade de apurar o modo como a AIDA CCI poderá contribuir de forma progressiva para o sucesso do processo de internacionalização/exportação da sua empresa.

 

Contamos com o seu apoio no preenchimento dos Questionários.

 

Survey às PME sobre o seu perfil de exportação e grau de cooperação

(click para preencher)

Duração de preenchimento: 4 minutos

 

Survey às capacidades de fornecimento das PME

(click para preencher)

Duração de preenchimento: 4 minutos

 

Apresente a sua empresa como uma potencial fornecedora de grandes empresas portuguesas!

Documento Único Automóvel 2013-12-13

Documento Único Automóvel

  • Hipoteca voluntária
  • Hipoteca legal
  • Hipoteca judicial
  • Cancelamento de hipoteca (voluntária, legal ou judicial)
  • Compra e venda e hipoteca voluntária
  • Cancelamento de hipoteca (voluntária, legal ou judicial) e compra e venda
  • Transmissão da propriedade por doação
  • Transmissão da propriedade por partilha de herança
  • Transmissão de propriedade por partilha consequente a divórcio e separação judicial de pessoas e bens
  • Registo de acção
  • Cancelamento de acção
  • Registo de decisão judicial
  • Pedido de 2ª via do certificado de matrícula
Empresa na Hora 2013-12-13

Empresa na Hora

Agora é possível a constituição de sociedades num único balcão e de forma imediata.

Assim, no momento da constituição é comunicado:

  • o código de acesso ao cartão electrónico da empresa;
  • o nº. de identificação da Segurança Social e ficam, desde logo, na posse da empresa o Pacto Social e o Código de Acesso à Certidão Permanente do registo comercial.

O registo do contrato da sua sociedade é publicado de imediato no sítio "http://publicacoes.mj.pt/", de acesso público e gratuito.
É atribuído registo de domínio na Internet.pt a partir da firma da sua empresa.

REGISTO COMERCIAL

  • Certidões de Registo Comercial
  • Custos Emolumentares
  • Depósito de prestação de contas
  • Legislação aplicável
  • Actos de registo comercial
Passaporte Electrónico 2013-12-13

Passaporte Electrónico

PEP—PASSAPORTE ELECTRÓNICO PORTUGUÊS.
 
Mais rápido,
Mais seguro,
E agora mais perto!
 
O pedido de passaporte pode agora ser efectuado no 1º CNCE Aveiro.

Passaporte Electrónico
Evite filas, agende o seu Pedido de Cartão de Cidadão 2013-12-13

Evite filas, agende o seu Pedido de Cartão de Cidadão

Evite filas, agende o seu Pedido de Cartão de Cidadão
Com este serviço é possível agendar com antecedência uma data para o pedido do Cartão de Cidadão em vários postos de atendimento. Saiba onde é disponibilizado e como proceder para efectuar o agendamento.

De modo a evitar filas de espera e, com todo o conforto, dirigir-se a um destes Postos de Atendimento com a certeza de que será atendido à hora desejada, foi criado o serviço de agendamento de pedidos de emissão do Cartão de Cidadão. 

Os cidadãos que necessitem de solicitar o novo documento de identificação poderão agendar o dia, a hora e o local de atendimento através do telef: 707 20 11 22 (dias úteis, das 09:00h às 16:00h) ou do e-mail  agendamento.cc@dgrn.mj.pt. 

Este serviço funciona para os seguintes locais e horários:

  • Lojas do Cidadão
  • Conservatórias do IRN:
  • Cartórios:

o 1.º Cartório Notarial de Competência Especializada de Aveiro (nos dias úteis, das 09:00h às 16:00h).
Para qualquer esclarecimento queira contactar:
Telef:234302470 – email:  1cnce.aveiro@dgrn.mj.pt

  • Nome Completo;
  • Data pretendida;
  • Hora pretendida;
  • Qual a Loja do Cidadão ou Conservatória pretendida;
  • Número de telefone.


A confirmação do atendimento será fornecida ao cidadão até 24 horas após a recepção do pedido, através do e-mail ou telefone facultados.

Nota: Agradecemos que, em caso de desistência da marcação, nos informe por telefone ou e-mail, para dessa forma não prejudicar outros cidadãos e tornar a prestação do serviço o mais eficaz possível. 
No dia marcado, o cidadão deverá deslocar-se ao Posto de Atendimento para a qual fez o agendamento. Nessa altura:

  1. Dirija-se ao Posto de Informações;
    1.1 Comunique que tem um agendamento para pedido do Cartão de Cidadão; C
    1.2 Confirmado o agendamento, ser-lhe-á entregue uma senha para atendimento.
     
  2. Este serviço de agendamento foi criado a pensar no seu conforto, pelo que desde já agradecemos a colaboração e solicitamos que não utilize a linha telefónica e o e-mail referidos para outros fins que não os de marcação de agendamento.
Evite filas, agende o seu Pedido de Cartão de Cidadão